A primeira saída dela a sós…

Após aquele primeiro encontro a 3 tivemos mais experiências com ele. Irei guardar os relatos desses encontros para mais tarde. Irei agora relatar a primeira experiência dela sozinha com um amante.


Somos um casal casado já á alguns anos , e a uma certa altura ela decidiu tirar um curso superior, para o qual se inscreveu na universidade.
Tudo corria com normalidade ,no inicio, até que um dia ele comentou que tinha um colega de turma que não tirava os olhos dela.Perguntei-lhe se ao menos ele era giro e interessante, ao qual ela me respondeu que até era bem giro.


O que é que ela havia de ter respondido. Disse-lhe logo então porque não deixas as coisas andarem e vês o que daí virá? … Ela pensou um pouquinho e disse…Ele é novinho ( a minha esposa decidiu tirar o curso um pouco tarde ,já na casa ddos 30`s) e é um bocado timido.


Disse-lhe , se o achas engraçado ,nada como tentares. Ela ficou um pouco apreensiva e estivemos uns tempitos sem falarmos mais do assunto. Passado uns tempinhos perguntei-lhe como andava o colega dela , ao qual ela me contou que continuava sem tirar os olhos de cima dela.
Voltamos a conversar de novo acerca do assunto, e pelo que percebi, ela estava a gostar do flirt,mas apreensiva acerca da minha reacção. Contudo no decorrer da nossa conversa sobre o assunto ela foi vendo que em vez de me peturbar aquilo me estava a excitar , e sentiu-se mais a vontade
para dar retorno ao flirt .

Passados uns dias ela chegou a casa e disse , o zé (nome ficticio) hoje falou comigo muito acanhado ( ele até ali limitava-se apenas a olhar para ela nas aulas e nunca lhe tinha dírigido a palavra) , foi simpatico mas acanhado coitado. Perguntei-lhe se ela nao o tinha posto mais a vontade , ao que ela respondeu que não o podia ter feito pois estavam num grupo de colegas
e não queria dar bandeira.


Mas foi ali que tudo começou a querer tomar caminho para algo que víria a ser excitante. Aos poucos eles foram tendo mais contacto , até ao dia em que ela com uma desculpa de assuntos de faculdade ,lhe pediu o nº de telemovel. A partir desse dia começou a troca de s.m.s cada vez mais atrevidas , e que ela fazia questão de me ir mostrando. As coisas aqueceram de tal forma que passado pouco tempo , e com o meu incentivo, a minha esposa decidiu convida-lo para uma saida , após as aulas.


Nesse dia de manhã quando acordamos ela vestiu uma lingerie bem sensual e por cima um vestidinho curto ( estavamos a meio da primavera) . Ela estava uma “brasa” , saiu de casa e despediu-se de mim e disse: Amor, é hoje…
Apenas lhe respondi : aproveita e disfruta. Ao longo desse dia fomos trocando s.m.s entre os dois acerca do encontro e eu estava cada vez mais excitado coma ideia da minha mulher ir ter um encontro a sós. A meio dessa tarde ela enviou uma mensagem e disse-me : vamos sair agora.

A partir desse momento tudo poderia acontecer. EStive quase duas horas sem qualquer tipo de noticia da parte dela, até que por fim o meu telefone tocou, era ela. A voz dela estava trémula mas alegre , percebi logo que tinha sido bom para ela. Disse-me que tinha sido optimo e que estava tudo bem que viria para casa , e que estava desejosa de chegar a casa para estar comigo.


Fiquei a aguardar que ela chegasse para me contar tudinho.
Quando ela chegou a casa vinha com uma carinha de satisfeita , chegou ao pe de mim e beijou-me , cheirava a sexo , tinha aquele cheiro caracteristico de sexo. Fiquei excitadíssimo e não lhe resisti. Puxei-a para a nossa cama para a poder “comer” . Quando a despi todo o seu corpo cheirava a sexo e a sua bela vagina estava inchadinha , sinais de que tinha sido bem tratada. Durante o sexo ela foi-me contando que após as aulas, sairam os dois , cada um no seu carro e se encontraram a meio do caminho para ela se juntar a ele.

Foram para um pinhal perto da praia e que ele no inicio estava bem nervoso , pois sabia que ela era casada , mas nao sabia que eu estava ao corrente da situação. Ela mostrou-lhe as nossas mensagens trocadas nesse mesmo dia e ele não podia acreditar que eu sabia e que não me importava, antes pelo contrário que a apoiava. A partir desse momento ele ficou mais calmo e tudo começou com ela a fazer-lhe um bom sexo oral (como so ela sabe fazer) , tão bom que pelos vistos pouco tempoo depois de ela ter iniciado ele quis que ela parasse pois estava quase a ter um orgasmo.


Ela parou , e pouco tempo depois já ele investia nela com beijos , a a sua mão a sentir aquela coninha deliciosa. Foi então que ela pegou no seu pau e colocou dentro dela. Não demorou muito para que o Zé se viesse pela primeira vez nessa tarde. Como é um jovem não demoramuito a recuperar e toda aquela tarde eles #%&%$#am naquele pinhal perto da praia. Não admira que ela chegasse a casa a cheira tanto a sexo . Ficaram os dois satisfeitos com aquele encontro , que logo nesse mesmo dia fizeram planos para o próximo.


Para mim foi deveras excitante receber a minha mulher em casa com aquele cheiro, aquela cara e principalmente a vontade de me #%&%$# a mim depois de ter estado com outro.

Os encontros dos dois duraram até ao fim do curso , embora ainda mantenham o contacto na net , após o fim da faculdade não se voltaram a encontrar , mas penso que não ficará assim muito mais tempo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *